terça-feira, 7 de outubro de 2014

Sino Dos Ventos

O Que é Um Sino Dos Ventos?
Muita gente tem o Sino dos Ventos em casa, mas só porque achou bonitinho, e viu que ficaria lindo naquela janela ou na varanda. Mas e o significado, você sabe?
O Sino dos ventos, também pode ser chamado de mensageiro dos ventos, mensageiro da felicidade e espanta espíritos. Ele tem a função de espantar as energias negativas, trazendo equilíbrio, tranqüilidade para uma casa e também para os moradores, porque atraem as forças positivas.
Os Sinos dos Ventos normalmente são feitos de bambu ou de madeira e assim ajuda a estimular a sua energia, além de intensificar a criatividade e a autoconfiança. O bambu significa vida longa e juventude, simboliza também poder e desenvolvimento, o melhor local para colocá-lo, são em cômodos mais silenciosos da casa, em sacadas, janelas, em varandas, em jardins, assim suas energias fortalece a intimidade e o relacionamento da família. Mas se o sino dos ventos é feito de metal sua função é atrair poder e dinheiro.
Para Que Serve Um Sino Dos Ventos?
O sino dos ventos ressoa, vibra elevando as energias do ambiente, seu som é agradável. É um som relaxante, porém tenha atenção, pois o som deve ser bem suave, ideal para o relaxamento, jamais poderá ser um som forte, o som muito alto pode atrapalhar o sono das pessoas da casa e até os vizinhos.
Desta forma, quando você fizer seu sino dos ventos observe o som que ele faz. Como já foi dito anteriormente o sino traz boas energias, ele pode ser feito em bambu, pedras lascadas ou fatiadas, em metal, em cerâmica, em madre pérola e até com sucatas.
Onde Colocar Seu Sino Dos Ventos
Se você for colocar seu sino dos ventos ao ar livre procure confeccioná-lo em material resistente, pode ser em metal, de pedra e outros materiais, você também precisa prestar atenção em quantos tubos o seu sino vai ter, pois um sino com cinco tubos é ideal para equilibrar a energia de um espaço, já os de seis a nove tubos eles potencializam a energia vital.
Você pode colocar sino dos ventos azul e vermelho na sala e nos quartos e os coloridos pode ser colocados em áreas externas com: varandas, jardim, na garagem. Que tal fazer o seu próprio Sino dos Ventos?

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Galinha Feita Em Cabaça Com Detalhes Em Biscuit.





Oi pessoal,
Aproveite este fim de semana para fazer essa Galinha Feita Em Cabaça Com Detalhes Em Biscuit...

QUEM QUISER UMA IGUAL É SÓ ENTRAR EM CONTATO.


sexta-feira, 18 de julho de 2014

SOMBRINHA DE CROCHÊ.





ESSA VAI PRA SUA DONA LÁ EM SÃO PAULO, MAIS QUEM QUISER UMA IGUAL É SÓ ENTRAR EM CONTATO.

sábado, 21 de junho de 2014

Manacá-da-serra – Tibouchina mutabilis




Meu  manacá da serra, floriu e está lindo no vaso enfeitando o quintal.

Nome Científico: Tibouchina mutabilis
Nomes Populares: Manacá-da-serra, Cuipeúna, Jacatirão, Manacá-da-serra-anão
Família: Melastomataceae
Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais
Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul, Brasil
Altura: 2.4 a 3.0 metros, 3.0 a 3.6 metros, 3.6 a 4.7 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene

segunda-feira, 2 de junho de 2014

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Oliveira - a árvore sagrada (Olea europaea)


                                                    A história da Oliveira.
"Esperou ainda sete outros dias e soltou de novo a pomba fora da arca.
À tarde, ela voltou a ele, e eis que tinha no bico um ramo de oliveira!
Assim Noé ficou sabendo que as águas haviam baixado na terra". Gênesis, 8: 10-11
Acredita-se que a oliveira seja originária da Ásia Menor. Nessa região teriam sido descobertos vestígios de primitivas instalações de extração de azeite. Em toda a região do Mediterrâneo, trabalhos arqueológicos encontraram fósseis de folhas de oliveira datados dos períodos Paleolítico e Neolítico.
A oliveira (Olea europaea L.) é considerada uma árvore sagrada. Ela é citada em várias passagens da Bíblia. No Gênesis há referências a um óleo extraído do seu fruto. Na passagem sobre a arca de Noé, a oliveira representa o recomeço, o início de um novo tempo para a humanidade:
Havia na Terra Santa muitas oliveiras e junto com as vinhas eram fonte de riqueza. Naquela época, para colher as azeitonas costumava-se bater ou sacudir a árvore. Já o azeite era extraído esmagando-se ou pisando o fruto. A oliveira fazia parte da vida das pessoas de tal forma, que era uma referência constante. O homem justo, por exemplo, era comparado à oliveira, em razão da força e da cor de suas folhas e também por sua abundância, sendo que os seus filhos eram descritos como ramos de oliveira.
A principal fonte de azeite entre os judeus era a oliveira. Usava-se o azeite na consagração dos sacerdotes e também na purificação dos doentes. Costumava-se passar o azeite no corpo depois do banho ou antes de um evento festivo. O hábito só era suspenso nos períodos de luto ou durante alguma adversidade.
Nos banquetes dos egípcios havia o costume de ungir os convidados com azeite: os criados ungiam a cabeça de cada um no momento em que tomavam o seu lugar à mesa.
O azeite era usado externamente ou internamente como medicamento. A abundância de azeite indicava alegria, ao passo que a falta denunciava tristeza ou humilhação. A oliveira simbolizava sabedoria, paz, abundância e glória. Seus frutos, folhas e madeira eram de grande utilidade e tinham muito valor simbólico. No templo de Salomão, por exemplo, as portas eram talhadas em troncos de oliveira e era com sua madeira que os egípcios faziam os móveis das câmaras mortuárias dos faraós. O azeite extraído do fruto da oliveira era usado como fonte de luz artificial em candeeiros.
Na Grécia a oliveira era considerada uma dádiva da deusa Atena e simbolizava a liberdade e a pureza. Com seus ramos, os gregos trançavam as grinaldas e coroas para os atletas vencedores.
O fruto, conhecido como oliva ou azeitona, tem formato ovóide e coloração verde no princípio, tornando-se arroxeado ou preto ao amadurecer. O tamanho e a forma dos frutos podem variar em função da variedade.
Sófocles, poeta e dramaturgo grego, não escondia sua admiração pela árvore, que julgava quase "imortal": para ele, a oliveira era a "árvore invencível que nasce de si mesma". A mitológica "imortalidade" da oliveira, tão enaltecida por gregos e romanos, provinha da grande resistência e durabilidade da árvore.
O cultivo da oliveira é feito principalmente na região mediterrânea, sendo que a Itália e a Espanha são os principais produtores, seguidos de Portugal, Grécia, Turquia e Tunísia.
A oliveira é relativamente rústica, capaz de adaptar-se aos mais variados tipos de solos, no entanto, a planta é exigente em condições de clima, que deve seco no verão e frio e úmido no inverno. Multiplica-se por estaquia e enxertia. Sabe-se que as mudas obtidas por sementes, na maioria dos casos, dão frutos de qualidade inferior, por isso são utilizadas apenas como porta-enxertos.

quarta-feira, 7 de maio de 2014

Falso-íris – Neomarica caerulea






Nome Científico: Neomarica caerulea
Nomes Populares: Falso-íris, Lírio-roxo-das-pedras, Lírio-roxo-das-pedreiras, Pseudo-íris-azul
Família: Iridaceae
Categoria: Bulbosas, Flores Perenes
Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul, Brasil
Altura: 0.6 a 0.9 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene

segunda-feira, 28 de abril de 2014

MARIA-SEM-VERGONHA

 Ficha técnica
Nome popular maria-sem-vergonha
Outros nomes beijo, sultana, beijo-turco, beijo-de-frade
Categoria herbáceas
Família Balsaminaceae
Gênero Impatiens
Espécie Impatiens walleriana
Origem África
Tamanho de 30 a 60 cm
Substrato composto orgânico, húmus de minhoca e terra
Propagação por estaca e por semente

A maria-sem-vergonha é uma boa opção de flor para canteiros embaixo de árvores, onde a grama não cresce direito. Deve ser cultivada em duas partes de terra e uma de matéria orgânica (use composto ou húmus de minhoca). Evite molhar as flores para não manchá-las nem diminuir sua durabilidade. Lançada no Brasil em 2012, a variedade de folhas bicolores pode passar mais tempo no sol do que as de folhas verde escuras, mas, no geral, essa espécie prefere sombra ou meia sombra, com muita luz natural, mas sem a incidência direta de raios de sol.

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Azulzinha (Evolvulus glomeratus)





Nome Científico: Evolvulus glomeratus
Nomes Populares: Evólvulo, Azulzinha
Família: Convolvulaceae
Categoria: Flores Perenes, Forrações à Meia Sombra, Forrações ao Sol Pleno
Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul, Brasil, Paraguai
Altura: 0.1 a 0.3 metros
Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene

Devem ser cultivadas à pleno sol, embora tolere sombra parcial durante o dia. O substrato deve ser fértil, drenável e leve (mais arenoso do que argiloso), enriquecido com matéria orgânica, e regado regularmente. Não tolera o frio e o encharcamento, mas tolera o salinidade, sendo apropriada para o litoral. Multiplica-se por estaquia e divisão das plantas.

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Vocês sabiam que Taioba dá flor?



Muita gente não sabe, mas da sim e a minha deu essa linda flor hoje!!
A taioba cresce em qualquer quintal, rende inúmeras receitas.
Seu preparo é facílimo e rápido,até o talo central em poucos
minutos vira purê.
É uma delicia só refogada com alho azeite.
Fui presenteada com essa bela flor.

sábado, 15 de março de 2014

Fórmula de hormônio para enraizamento...


O enraizamento é produzido por certos hormônios vegetais conhecidos como Giberelinas
Porém, a gramínea tiririca, concentra quantidades mais elevadas dessa substância.
A tiririca (erva daninha) concentra quantidades elevadas de ácido indolbutírico, umfitormônio específico para formação das raízes das plantas.
Vamos usá-lo ao nosso favor fazendo um preparado para melhorar o enraizamento das nossas estacas.
Receita 1:Colha um maço de tiririca, com a batata, e bata no liquidificador com água.
Depois de pronto, basta colocar as estacas de molho nesse suco por 1 dia e plantar.
Achei na net.

terça-feira, 11 de março de 2014

7 novos usos para o amaciante



Além de deixar as peças macias e perfumadas, o amaciante de roupas tira manchas, limpa vidros e piso de cerâmica, dá brilho extra aos azulejos… O responsável por todas essas utilidades é o sal quaternário de amônio, um ótimo hidratante e fixador de perfume. Algumas marcas também trazem silicone na composição, que funciona como lubrificante e cria uma película nas superfícies capaz de repelir o pó. Teste as nossas dicas e surpreenda-se!
1. Tapete novo
Depois de higienizadas, as fibras de tapetes e carpetes ficam ressecadas e ásperas ao toque. Resolva isso colocando 1/2 tampa de amaciante em dois litros de água. Transfira o líquido para um borrifador e espalhe no tapete ou no carpete, massageando as fibras com os dedos (use luvas de borracha ou descartáveis para evitar possíveis alergias). Deixe secar naturalmente e sinta a diferença!
2. Banheiro limpinho
O amaciante é ótimo para fazer uma limpeza suave no cômodo mais úmido da casa. Você pode usá-lo no piso, nos azulejos, no vaso sanitário, na pia, no balcão de fórmica, no ralo, nas toalhas… Dilua o produto com água ou álcool e aplique com pano ligeiramente umedecido. O cheiro de limpeza dura horas.
3. Livre-se de manchas teimosas
Se o óleo de peroba ou de linhaça manchou aquele móvel escuro de MDF e você já usou vários produtos para eliminar a marca (sem sucesso), experimente limpar a danadinha com uma solução de duas partes de água para uma de amaciante, usando um pano ligeiramente úmido e depois um macio e seco. Pronto, sumiu!
4. Lustra-móveis poderoso
Se você precisa tirar o pó dos móveis diariamente, experimente limpá-los com amaciante diluído em água na proporção indicada pelo fabricante ou um pouquinho mais concentrado. O amaciante cria uma película sobre os móveis que afasta o pó por dias e ainda deixa um brilho discreto na madeira, na fórmica, na pia da cozinha e até no fogão e na geladeira.
5. Vidros tinindo
O produto pode deixar os vidros limpinhos, brilhantes e sem manchas, além de repelir o pó por vários dias. Aqui vai a receita: dissolva uma colher (sopa) de amaciante em 1/2 litro de água, transfira a mistura para um borrifador e use um pano macio, que não solte fiapos, para fazer a limpeza. Espere secar e retire o excesso com uma flanela seca. Outra possibilidade: coloque um copo de amaciante no borrifador e complete-o com álcool. Espirre no vidro e passe um pano seco, em movimentos circulares.
6. Roupa bem passada
O ferro de passar desliza que é uma beleza nas peças borrifadas com a seguinte receita: em um litro de água dilua uma xícara (chá) de amaciante e a mesma medida de álcool. Misture bem, coloque em um borrifador e veja como rende! Fora o cheirinho gostoso que fica nas roupas, é claro.
7. Aromatizador de ambientes
Escolha o amaciante que tiver o aroma mais agradável e adequado ao clima que você deseja criar em casa: romântico, campestre, oriental… Em seguida, dissolva uma tampinha do produto em um litro de água, umedeça um pano limpo na mistura e aplique no piso e nas portas. Como o sal de amônio também funciona como um bom fixador de perfume, o aroma vai permanecer no ar por horas e horas!

domingo, 26 de janeiro de 2014

Magnólia Branca - Magnolia grandiflora




Família: Magnoliaceae
Género: Magnolia
Origem: Sudeste dos Estados Unidos da América


De nome comum magnólia, esta é uma árvore de folha persistente, de copa cónica,
que pode atingir uma altura média de 25 metros e 12 metros de copa.
A sua folhagem é inteira, de margem por vezes ondulada, coriácea, elíptica, ovada ou
lanceolada, verde lustrosa na parte superior e cinzento avermelhada, pubescente
na parte inferior.
Floresce de Julho a Novembro. As flores aparecem na extremidade dos ramos,
inicialmente cónicas, depois cupuliformes, de cor creme e odor agradável, tendo até
25 centímetros de diâmetro.
O fruto é ovado, com numerosos carpelos que abrem longitudinalmente pelo dorso.
A sua propagação é feita por semente e estacaria.
Esta espécie aprecia solos ricos em matéria orgância, argiloso, com boa drenagem e
fresco. Deve ser plantada em solo húmido, em locais de sol ou sombra parcial,
abrigada de ventos fortes e com algum espaço, visto possuir um sistema radicular
desenvolvido e uma copa grande.
Observações:
Planta sensível a transplantes.
As suas sementes são apreciadas por pássaros.

sábado, 11 de janeiro de 2014

Camas Sob o Véu

Alguém ai tem ou já teve um mosquiteiro?
Já prestaram atenção em camas mosqueteiro? Já repararam em quantas diferentes maneiras e estilos em que são usadas?
Pois eu tenho e acho lindo!!!
Como não consigo dormir com o ar ligado,tivemos que aderir ao uso do mosquiteiro para poder dormir com a janela aberta!
Assim que meu marido o instalou e eu vi aquele véu branquinho' caindo sobre a nossa cama me apaixonei. Descobri um toque de uma maneira clássica e romântica.

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

TORNEIRAS CHARMOSAS.



Uma bela torneira é capaz de trazer graça e deixar a nossa casa mais atraente.
Torneira de Jardim,Rosa em resina pigmentada.
Foi feito por mim..Quem quiser uma igual é só entrar em contato.
Espero que tenham gostado e BJS.